segunda-feira, 28 de março de 2016

Compressores scroll Danfoss DSH e DCJ com IDV
Os lançamentos da dinamarquesa incluíram válvulas mecânicas e eletrônicas, compressores e atuador digital.
Compressores scroll Danfoss DSH e DCJ com IDV:

Possuem capacidades de 7,5 a 40 toneladas e até 120 toneladas quando configurados em trio, e DCJ, de 7,5 a 15 TR. 
Eles contam com válvulas de descarga intermediárias (IDV), que reduzem mecanicamente a compressão excessiva do refrigerante em condições de carga parcial mantendo a mesma carga térmica. 
A tecnologia IDV eleva a eficiência do sistema em 15% em média em chillers com condensação a água e em 6% em rooftops e em chillers com condensação a ar.
ETS Colibri®ETS Colibri®:
 As válvulas de expansão eletrônica Colibri® foram projetadas para uma injeção precisa de líquido no evaporador para aplicação em ar condicionado, bomba de calor e refrigeração comercial. 
São aprovadas para operação sem óleo, como por exemplo, nos sistemas com os compressores Danfoss Turbocor. 
E também podem ser usadas como válvulas de modulação em aplicações como transporte e supermercados.
VZHVZH
Três novos modelos de compressores scroll Danfoss VZH para o refrigerante R410A foram lançados. 
Projetados para pequenas aplicações de rooftops, ar condicionado com condensação a ar, climatização de precisão e de processo, os três novos modelos de compressor scroll VZH com tecnologia inverter atendem a capacidades de 4 a 7 TR, e até 13 toneladas em configurações tandem, podendo modular de 15 a 100 RPS.
Danfoss Turbocor® TG310Danfoss Turbocor® TG310 
O Danfoss Turbocor® TG310 utiliza o novo fluido refrigerante HFO-1234ze(E), que apresenta melhoria de 3% na eficiência energética em relação ao mesmo modelo Danfoss Turbocor® que utiliza o refrigerante HFC-134A. O HFO-1234ze(E) está alinhado com as diretrizes de eco design e reduz as emissões diretas de CO2 em 99,6%. 
Ele é ideal para aplicações que necessitam de um ou vários compressores em paralelo com condensação a água ou a ar.
NovoCon™ SNovoCon™ S
O atuador digital NovoCon™ S é uma revolução em controle e balanceamento hidrônicos. 
Feito sob medida para as válvulas de controle independentes de pressão AB-QM, cria uma conexão perfeita entre desempenho hidrônico superior e automação predial. 
O atuador digital conecta seu sistema de aquecimento ou de resfriamento com o BMS e adiciona novos níveis de balanceamento hidrônico e funções de controle remoto.
VLT® DriveMotor FCP 106
Adicionar legenda
VLT® DriveMotor FCP 106
A Danfoss destacou também o conversor de frequência VLT® DriveMotor FCP 106. 
Com uma ampla gama de funções para bomba e ventilador, o VLTR DriveMotor FCP 106 oferece controle eficiente para motores de 0,55 – 7,5 kW. 
Por ser possível a montagem direta do drive sobre o motor, o usuário tem a possibilidade de escolher seu motor e projetar o sistema ideal para a sua aplicação. 
Uma vez conectado ao motor, o drive automaticamente determina os parâmetros necessários para operação estável e de alta eficiência energética. 
Ao montar o drive diretamente sobre o motor através de uma placa de adaptação, elimina-se a necessidade de painéis e os custos com cabos são sensivelmente reduzidos.
Gomes
Como fazer a manutencão Preventiva em refrigeração Comercial.

As recomendações que se seguem são aplicáveis a sistemas de refrigeração comercial de pequeno porte. Ou seja, sistemas dotados de unidades condensadoras com compressores herméticos e condensação com ar forçado até 1 HP.
Nesta matéria vamos falar de manutenção em sistemas de refrigeração comercial de pequeno porte. 
É o caso de uma série de equipamentos, que envolve desde os balcões expositores para a conservação de carnes e derivados de leite, passando por refrigeradores comerciais para a conservação de bebidas em geral, terminando pelas refresqueiras utilizadas na conservação de sucos. 
A manutenção preventiva tem como objetivo garantir as melhores condições de operação do equipamento, aumentando sua vida útil. 
Nesse tipo de manutenção, é importante observar certos cuidados, entre eles o local de instalação do equipamento e a periodicidade das intervenções.

Cuidados com a instalação

Tanto o ponto de captação com a descarga do ar do condensador devem ficar a uma distância minima de 15 cm de paredes ou obstruções. 
Essa medida garante uma circulação de ar suficiente para que a temperatura de condensação não ultrapasse valores que comprometem o bom funcionamento do sistema. 
Temperaturas de condensação muito altas significam temperaturas de evaporação também elevadas. 
Nessas condições de trabalho, o sistema apresentará um consumo elevado e um baixo rendimento de operação.
A instalação elétrica disponível para o  equipamento deve ser exclusiva para ele e ter o dimensionamento adequado para suportar a carga (corrente de consumo) do equipamento. 
Se a fiação elétrica não for dimensionada de forma correta ou se forem ligadas ao circuito outras fontes de consumo, como fritadeiras elétricas e fornos de microondas, poderá ocorrer queda de tensão, provocando o aumento das correntes de partida e de regime do compressor. 
Correntes de partida muito altas vão ativar o protetor térmico, desligando o compressor e interrompendo o funcionamento do sistema. 
Em caso de aumento do sistema das correntes de regime, haverá um aquecimento gradativo que provocará a deterioração do isolamento elétrico das bobinas do estator no motor. Isso causará a fuga de corrente entre o estator e a carcaça do compressor, provocando um defeito conhecido popurlamente entre os refrigeristas como "alta amperagem".

Intervenções periódicas em componentes do sistema

Condensador:
Devido à sua exposição continua à corrente de ar, o condensador pode acumular poeira e outras impurezas, como papéis, gorduras, insetos etc, que dificultam a troca de calor com o ambiente, provocando um aumento na temperatura de condensação e, em decorrência, uma redução no rendimento do sistema. 
A manutenção preventiva inclui a limpeza do condensador, utilizando uma escova de náilon para a remoção da poeira, ou um produto químico decapante caso se trate de gorduras. 
A periodicidade dessas intervenções varia de acordo com a localização do estabelecimento comercial (bar, restaurante, lanchonete, hotel etc.) e o ambiente onde se encontra.
Se o estabelecimento se encontra junto a uma rua ou estrada de terra e fica em ambiente sujo, a manutenção deve ser semanal. 
No caso de via de acesso asfaltada com ambiente sujo, recomenda-se uma intervenção de 15 em 15 dias.
No caso de uma asfaltada e ambiente limpo, basta uma manutenção mensal.
Compressor (corrente e tensão):
Para proteger o compressor - o componente mais importante e caro do sistema _ deve-se verificar sua corrente de consumo e a tensão de alimentação a cada 30 dias. 
A corrente não deve ser maior que o valor na placa, fornecida pelo fabricante. 
No caso da tensão de alimentação admite-se uma variação média de 10%. 
Qualquer valor fora desses limites coloca em risco a vida útil do compressor.

Observação: 

É importante verificar a existência de vibrações provenientes de fixações frouxas, que devem ser eliminadas com o reaperto geral. 
Se não forem corrigidas, essas vibrações podem gerar trincas nos pontos de brasagem que ligam o compressor ao sistema. 
As trincas podem se transformar em rachaduras nas soldas, permitindo o vazamento do fluido refrigerante. Recomenda-se uma periodicidade mensal para este tipo de manutenção.